Início » Poesia » A rã e o escorpião

A rã e o escorpião

POESIA

Na beira de um rio, havia um escorpião que queria passar para o outro lado. Então ele se dirigiu a uma rã:

– Por favor – disse ele -, leve-me em suas costas e me ajude a atravessar!

– Você está louco, cara! – retrucou a rã. – Se eu coloco você em minhas costas, você vai me picar e eu vou morrer!

– Não seja tonta – respondeu o escorpião. – Que interesse tenho eu em picar você? Se eu picar, você afunda e eu também morro, porque não sei nadar…

Finalmente, pela força das palavras, a rã se deixou convencer e começou a travessia do rio com o escorpião nas costas.

Mas, bem no meio do rio, a rã sentiu a queimadura de uma picada e o veneno adormecer seus membros.

– Está vendo?! – gritou ela. – Você me picou e eu vou morrer!

– Eu sei – respondeu o escorpião. – Sinto muito…mas ninguém pode fugir à sua natureza.

E desapareceu também nas águas barrentas.

História da África.

Discutindo:

A natureza do escorpião é picar, a do antílope é ser comido pelo leão…O que é verdade para os outros animais é verdade também para os humanos? Somos prisioneiros de nossa natureza, de nossos instintos? Como podemos colocá-los na prisão, controlá-los, dominá-los? Você as vezes, tem a impressão de agir instintivamente contra a vontade, contra a própria consciência?

Beijos Beijos

Anúncios

6 pensamentos sobre “A rã e o escorpião

Comenta ai amada! Volte sempre que puder!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s