Início » Poesia » O ladrão de machado

O ladrão de machado

POESIA

Um agricultor não conseguia encontrar seu machado. Ele desconfiou que o filho do vizinho o tinha levado e começou a observar. O comportamento do rapaz era tipicamente o comportamento de um ladrão de machado. O rosto era de um ladrão de machado. As palavras que ele pronunciava só podiam ser palavras de um ladrão de machado. Todas as suas atitudes e todos os seus movimentos eram de um sujeito que roubou um machado.

Mas, um dia, mexendo por acaso num monte de lenha, o agricultor achou seu machado. Na manhã seguinte, quando viu de novo o filho do vizinho, o rapaz já não deixava transparecer mais nada, nem o comportamento, nem a atitude, nem no modo de agir, que lembrasse um ladrão de machado.  

Parábola chinesa.

Discutindo:

Desconfiemos de nossos preconceitos! Não julguemos precipitadamente! Nunca aconteceu de você suspeitar de alguém por algum malfeito e perceber depois que você é que estava errado?

Beijos Beijos

Anúncios

6 pensamentos sobre “O ladrão de machado

Comenta ai amada! Volte sempre que puder!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s