Início » Poesia » A centopeia

A centopeia

MDH 6

Uma centopeia vivia tranquila, despreocupada e feliz, quando um dia um sapo que morava nos arredores lhe perguntou uma coisa bem embaraçosa:

– Em que ordem você movimenta as patas quando caminha?

A centopeia ficou tão perturbada com pergunta do sapo que voltou imediatamente ao seu buraco para pensar. Contudo, a coitada quebrou a cabeça em vão, porque não encontrou a resposta.

De tanto se perguntar, acabou ficando incapaz de pôr as patas em movimento. Ficou travada em seu buraco e ali morreu de fome.

Discutindo: Em determinadas situações, é necessário se questionar, mas em outras é bom agir de modo natural, instintivo. O que este conto nos ensina é que se questionar demais sobre nós mesmos nos põe em risco de nos sufocar e de nos impedir definitivamente de agir. No entanto, será que não temos todos essa tendencia de nos olhar interiormente, que se chama introspeção?

Beijos Beijos

Anúncios

4 pensamentos sobre “A centopeia

Comenta ai amada! Volte sempre que puder!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s